Futebol Internaciona

Diogo fala sobre falta de carne e medo na Malásia

Lembra dele? Atacante Diogo fala sobre falta de carne e medo do Covid-19 na Malásia: “Está preocupante”

21/03/2020 20h53
Por: Redação EF
Fonte: Gazeta Esportiva
93
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Com passagens por Portuguesa, Palmeiras, Flamengo e Santos, o atacante Diogo não vem tido vida fácil na Malásia. O atleta do Johor DT revelou o drama que está sendo viver isolado em casa, em meio a pandemia de coronavírus, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

O atacante contou, via telefone, que vive isolado em seu domicílio, acompanhado apenas de sua mulher e dos dois filhos. Em quarentena, Diogo comentou que inicialmente o povo malaio não deu a devida atenção ao surto e que esta foi determinante para o aumento de casos da doença. Segundo ele, hoje ninguém mais vai às ruas.

“Por não saber muito bem do se tratava, não achávamos que era preocupante. Comecei a ter mais noção do que realmente era quando vi alguns times da China jogando de portões fechados. Pouco a pouco começamos a perceber o quão grave era, com voos cancelados, o vírus chegando em outros países da Ásia. Hoje, não vejo ninguém na rua. Está preocupante”, contou.

A falta de precaução era tamanha, que ao receber folga de seu clube, o centroavante foi para uma cidade vizinha aproveitar o período junto da família. Um funcionário do hotel em que estava hospedado o alertou do início da falta de suprimentos e a partir daí foi-se ganhando noção da gravidade.

Diante do início de um cenário caótico, os supermercados começaram a ter mantimentos e alimentos vendidos por completo e o atacante ficou em pânico.

“Nós ganhamos folga com a pausa do campeonato e cheguei a viajar para uma cidade próxima daqui. Mas, um funcionário do hotel me falou que os supermercados já estavam cheios e que já tinham coisas acabando. Voltei imediatamente para casa e fui comprar o que precisava. Cheguei no mercado e vi uma série de prateleiras vazias, principalmente de carne. Foi horrível, não sei o que mais pode acontecer”, revelou.

Apesar da delicada época, em nenhum momento Diogo cogitou voltar ao Brasil. Mantendo contato com familiares,amigos e treinando de casa, a decisão foi de continuar na Malásia, respeitando as ordens de segurança. Mesmo sem conhecidos e pessoas próximas contaminadas, o camisa 8 faz o alerta.

“Não pensei em voltar. Nem me arrisquei. A preocupação começou aqui ao mesmo tempo que no Brasil. Conversei com amigos e familiares para terem cuidado. O mais correto é ficar em casa”.

Países do sul e sudeste da Ásia têm registrado um aumento exponencial no número de casos da Covid-19. O governo da Malásia alertou que haverá um “tsunami de casos”, caso a população não respeite as diretrizes de prevenção. Diogo não vê a situação com otimismo, mas passa a mensagem consciente.

“Não tenho ideia do que pode acontecer, é algo que não temos o que fazer. Isso prejudica demais porque foge do nosso controle, é preocupante e bastante triste. O mais prudente é permanecer em casa, se cuidar. Evitem os riscos”, finalizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Água Fria - BA
Atualizado às 15h52
34°
Poucas nuvens Máxima: 36° - Mínima: 22°
35°

Sensação

13.4 km/h

Vento

37.4%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas