Quarta, 27 de Outubro de 2021
23°

Poucas nuvens

Água Fria - BA

Brasileiro Série A Série A

No reencontro com a torcida, Bahia pressiona mas fica no empate com o Palmeiras e segue na zona Z-4

Tricolor empatou em 0 a 0 com o Palmeiras na Arena Fonte Nova

12/10/2021 às 23h48
Por: Redação EF
Compartilhe:
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

No reencontro com a torcida, o Bahia empatou com o Palmeiras em 0 a 0 na noite desta terça-feira (12), na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 26ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Mas a rede só não balançou por conta do goleiro Jailson do Verdão.

Com o empate, o Bahia foi a 27 pontos e permaneceu na 17ª colocação, na zona de rebaixamento. O Palmeiras, com 40, caiu para o quarto lugar por conta da vitória do Red Bull Bragantino sobre o Atlético-GO.

O Bahia volta a campo no sábado, às 21h, contra o América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte. E o Palmeiras joga no domingo, às 16h, contra o Internacional, no Allianz Parque, em São Paulo.

O JOGO

O tricolor começou o jogo em um ritmo intenso, explorando a velocidade dos seus laterais para criar as chances de perigo. Com maior presença no campo ofensivo, o Esquadrão precisava ficar ligado nas tentativas de contra-ataque palmeirense. Na escapada de Dudu, Danilo Fernandes fez a defesa no primeiro momento e Nino Paraíba cortou em cima da linha, mas a arbitragem flagrou impedimento. 

Apesar da boa organização tática, o Bahia encontrou dificuldade para furar o bloqueio defensivo montado pelo Palmeiras na primeira etapa. As melhores oportunidades foram no chute de Daniel de fora da área na cobrança de escanteio fechada. 

Aos 37 minutos, o time paulista quase abriu o placar quando Luiz Otávio afastou mal e Luiz Adriano mandou chute que tinha endereço, mas Danilo Fernandes fez grande defesa e garantiu o 0x0 no primeiro tempo. 

O Bahia voltou do intervalo seguindo a orientação de manter a intensidade e partiu para  o ataque. Logo aos dois minutos, Matheus Bahia foi derrubado na área. Os tricolores ficaram pedindo pênalti, mas a arbitragem mandou o lance seguir. 

O Esquadrão animou a torcida quando aos 14 minutos Daniel recebeu o lançamento e tocou para Mugni. O argentino cruzou rasteiro e encontrou Gilberto na entrada da área. O camisa 9 soltou uma bomba, mas Jailson fez grande defesa. Minutos depois, Felipe Melo tentou cortar e quase fez contra. 

A pressão tricolor começou a surtir efeito. Na saída de bola errada do Palmeiras, Juninho Capixaba recuperou, fez a jogada individual e Daniel finalizou forte, mas Jailson salvou mais uma. Na sequência, Gilberto fez a tabela dentro da área, mas não conseguiu mandar para as redes.  

O goleiro do Palmeiras se transformou no grande destaque do segundo tempo. Dessa vez, ele operou milagre no chute de Mugni que contou com desvio na defesa. Já aos 37 minutos o Bahia ficou com um a mais quando Wesley acertou Renan Guedes e recebeu o vermelho direito. Sentindo o bom momento, a torcida do Bahia subiu a voz. 

A pressão do Bahia continuou até o fim. Aos 45 minutos, Rodallega recebeu bom cruzamento, mas não alcançou e desperdiçou uma grande chance. Sem conseguir transformar as oportunidades em gol, o Esquadrão ficou mesmo no empate sem gols e somou apenas um ponto.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0 X 0 PALMEIRAS

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (Bahia)

Data: 12 de outubro de 2021, terça-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Ramon Abbati Abel (SC)

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Éder Alexandre (SC)

VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Cartões amarelos: Daniel, Ronaldo, Lucas Mugni (Bahia); Kuscevic, Rony (Palmeiras)

Cartão vermelho: Wesley (Palmeiras)

Público pagante: 4.509 torcedores

Renda: R$61.357,50

BAHIA:  Danilo Fernandes; Nino Paraíba (Renan Guedes), Conti, Luiz Otávio, Matheus Bahia; Patrick, Daniel (Rodriguinho), Mugni, Juninho Capixaba; Raí (Rodallega) e Gilberto (Ronaldo César).

Técnico: Guto Ferreira

PALMEIRAS: Jailson; Gabriel Menino (Wesley), Luan, Kuscevic (Renan), Jorge; Felipe Melo, Patrick de Paula (Danilo Barbosa); Raphael Veiga, Dudu (Matheus Fernandes); Rony e Luiz Adriano (Deyverson)

Técnico: Abel Ferreira

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias