Sábado, 28 de Novembro de 2020 11:29
71 9 87051064
Futebol Internacional Campeonato Inglês

Liverpool vira para cima do Sheffield em jogo disputado pela Premier League

Atuação ofensiva dos Blades surpreende, mas Reds conseguem se impor no segundo tempo

24/10/2020 21h31
221
Por: Redação EF (Twitter - @esporte_fantast) Fonte: Vavel
Foto: Divulgação/Liverpool FC
Foto: Divulgação/Liverpool FC

O Liverpool derrotou o Sheffield United pelo placar de 2 a 1 de virada neste sábado (24) pela sexta rodada da Premier League, em jogo movimentado do início ao fim. Em Anfield, Berge abriu o placar para a equipe visitante, mas Firmino e Diogo Jota garantiram a vitória da mandante.

O atual campeão inglês entrava em campo ocupando a quarta colocação e podendo encostar no líder e rival Everton, com três pontos a mais, mas que ainda tinha sua partida a disputar. O último jogo dos Reds foi de vitória: 1 a 0 para cima do Ajax fora de casa pela Champions League. Já os Blades vinham tendo um início de campeonato bem diferente do apresentado na edição anterior. Foram para o confronto na vice-lanterna e ainda sem vencer (eram quatro derrotas e um empate).

Estratégias

Jürgen Klopp teve uma boa notícia para a partida: a volta do goleiro Alisson após lesão. Esquema tático: 4-2-3-1. No gol, Alisson. Fabinho, improvisado na vaga de Van Dijk (sem previsão de retorno), e Joseph Gomez formaram a dupla de zaga. Nas laterais, Alexander-Arnold pela direita e Robertson pela esquerda. No meio-campo, Wijnaldum e Henderson eram os homens do primeiro combate; mais à frente, Diogo Jota subia pelo corredor direito, Mané pelo esquerdo, e Firmino centralizava na armação e infiltração. E, mais adiantado, Salah tomava conta da área.

Chris Wilder contava com uma série de nomes no departamento médico: Jack O’Connell, John Fleck, Lys Mousset e Max Lowe. Esquema tático: 3-5-2. Ramsdale no gol. A zaga contou com Basham, Egan e Ampadu. No meio-campo, Baldock pela lateral-direita e Stevens pela lateral-esquerda; Lundstram, Berge e Osborn cuidavam da transição e construção ofensiva. No ataque, dois homens de área: McBurnie e Brewster.

Blades surpreendem com postura ofensiva, mas Reds encontram a virada

O encontro começou bem movimentado, com o Liverpool somando duas chances reais antes dos três minutos. Na sequência, foi a vez de o Sheffield trabalhar no campo de ataque e pressionar na saída de bola, mostrando que queria o resultado positivo. O time da casa logo reagiu postando sua marcação alta. Salah posicionava-se como falso 9, enquanto Firmino flutuava com mais liberdade.

No entanto, aos 11 minutos, pênalti polêmico de Fabinho em McBurnie, marcado pelo VAR (a dúvida foi se a falta foi dentro ou fora da área). Berge cobrou e fez, abrindo o placar para o visitante. Aos 15, eram 65% de posse de bola e 2 a 1 em finalizações a favor dos Reds. E os Blades passaram a gostar ainda mais do jogo, subindo em velocidade, mas faltando qualidade no último passe. Alisson salvava a equipe mandante conseguindo boas defesas contra um Sheffield animado.

O time de Klopp não conseguia trabalhar na intermediária ofensiva. Do outro lado, a equipe visitante havia recuado a marcação, mas continua forte, anulando a linha de frente do Liverpool. Mané, então, surgiu centralizado no ataque, e Firmino, na ponta-esquerda. Baldock ia bem na lateral-direita visitante, participativo perto da área adversária.

Mas, aos 40, bola alçada na área, Mané cabeceou livre, Ramsdale espalmou no reflexo para frente, e Firmino, bem posicionado, colocou para dentro no rebote, empatando a partida e marcando pela primeira vez na temporada. No minuto seguinte, quase a virada com Salah, mas partiu em impedimento. As equipes foram para o intervalo com o jogo equilibrado, ambas buscando o desempate. Números do primeiro tempo: 66% em posse e 8 a 5 em finalizações para o time da casa.

A segunda etapa veio com pressão dos Reds no ataque. Porém quem quase fez foram os Blades, com Baldock em chute forte da entrada da área. Diogo Jota foi para a ponta-esquerda. Salah tentava definir de dentro e fora da área. Veio a primeira troca do jogo: Brewster, apagado, saiu para a entrada de Burke, que entrou bem, dando trabalho na ponta-esquerda. O Liverpool não conseguia ter o espaço para sua tradicional troca rápida de passes até o ataque.

Até que, aos 16, Alexander-Arnold fez bom lançamento da direita para belo domínio de Salah na frente do gol, que bateu sem deixar a bola cair. Mas o golaço foi anulado por impedimento do egípcio. Antes que o gol invalidado abalasse a equipe, mais um saiu no minuto seguinte. Mané cruzou como dando um passe da esquerda na cabeça de Diogo Jota, que subiu mais que a marcação e fez o gol da virada para valer. Com 21, eram 66% em posse e 10 a 8 em chutes a favor da equipe de vermelho.

O Sheffield não desistia e pressionava no ataque, naquela que era sua melhor performance no campeonato. Lundstram deu lugar a McGoldrick, ou seja, um meia por um atacante na busca pelo gol de empate. E, com segundo em campo, quase gol de McGoldrick, recebendo e chutando forte do bico da área pela esquerda. O jogo permanecia muito movimentado, aberto, lá e cá. Aos 35, bola na trave de Salah em bonita jogada individual.

Klopp resolveu mexer: saíram Firmino e Diogo Jota para as entradas de Minamino e Milner, respectivamente. McGoldrick parou de ter espaços pela canhota e foi tentar na ponta-direita. Os Blades mostraram vontade até o fim, chegando perto de conseguirem levar um ponto para casa. Mas fim de papo: 2 a 1 no placar e 16 a 11 em finalizações para o vencedor.

Classificação e próximos compromissos

Conquistando os três pontos de virada, o Liverpool pulou para a vice-liderança da Premier League, com 13 pontos. Mesma pontuação do líder Everton, que ainda joga, mas com saldo menor. O próximo compromisso dos Reds é pela Liga dos Campeões na terça-feira (27) às 17h, quando recebem o FC Midtjylland. Pelo Inglês, jogam de novo em casa contra o West Ham no próximo sábado (31) às 14h30.

Já o Sheffield United, sem conseguir pontuar apesar da boa atuação, se manteve na 19ª posição com um ponto. A diferença para o West Bromwich, primeiro fora da zona de rebaixamento e que ainda joga, é de um ponto. Os Blades voltam a campo pela competição nacional contra o Manchester City em casa no próximo sábado (31) às 9h30.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Água Fria - BA
Atualizado às 11h19 - Fonte: Climatempo
31°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 32°

31° Sensação
22.2 km/h Vento
38.7% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (29/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 32°

Sol com algumas nuvens
Segunda (30/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 33°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias